quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

1

Erros que cometemos...

Olá! desculpa o sumiço, mas ando potencialmente cansada...

Sei que tenho muito a relatar aqui, e qndo entro nesse cantinho, tuuudo que passei de maravilhoso envolvendo nosso b-day, passa em minha cabeça como um filminho.. é uma delicia!

Mas hoje, em especial resolvi fazer um desabafo, na verdade nunca fiz um desabafo frustrado aqui, Nao gosto da ideia de parecer reclamona... tenho mais do que preciso para ser feliz e viver bem....mas como tudo tem primeira vez, ai vamos nós...



Bem, mesmo tentando dar um "desconto" que é final de ano, época de provas (saiii quarto ano!), que marido esta em fase de, digamos, adaptacao com a carreira... e que estamos fazendo das tripas coracao para terminarmos nossa construçao (ufa), alem de questoes complicadas da familia.... estou a ponto de explodir!!! 

(so fazendo um parenteses aqui, Eu e Meu marido estamos cansados, mas mais unidos do que nunca, nos amamos a cada dia mais e  mais)

Eu tenho um lado que me "mata": Acreditar que as pessoas tem, antes de mais nada, um super lado positivo... (Humanismo On) isso mesmo: eu acredito no ser Humano! 
Eis que isso provoca algumas muitas vezes, uma decepcao tremenda - ainda mais qndo se trata de pessoas que vc imagina ter um significado especial mútuo.
Acontece que nao é bem assim....
Eu curso psicologia, e para tanto tenho a obrigacao de procurar me colocar no lugar dos outros, de sentir na pele, para entender as angústias, comportamentos e afins, e isso chama-se EMPATIA (eu amo isso).
Sim, procuro, e muito ser empática, e acredito que todo mundo deveria fazer isso, independentemente da profissao... talvez o mundo pudesse ser melhor (pode até parecer utopia, mas tem sentido, acreditem)

Toda esse bla bla bla, é um forma de eu embasar o pq estou de "cara".
Se nao aceitarem, pelo menos procurem ser empáticos para respeitar o que sinto... rsrsrsr

A questao é que qndo fiz convites para madrinhas e padrinhos, levei muito em consideracao váááários aspectos, fiz um post dedicado a essa escolha, e julguei ter feito o melhor.... mas tudo indica que ERREI: 

Erros que cometemos...

Convidei uma pessoa para tal "cargo" e embora, a poucos dias do casamento essa mesma pessoa tenha feito algo um tanto qndo "lamentável", manti minha postura de mante-la no "cargo" mesmo meu marido falando que não.
Relevei...
Aí deu-se incio ao fim.
O casamento foi especialíssimo... e vcs devem imaginar por meus relatos empolgados, porém, tal sujeito, mais uma vez, "pisou na bola comigo", em pleno casamento.
Basicamente o que ocorreu, (os convidados que nao me deixem mentir) foi uma sucessao de cenas que nao sao vistas em festividades familiares: sabe aquela cena em que rola mil amassos?
é... aconteceu...
Pare explicar o impacto disso e não parecer que é minha intriga, meu Pai sentiu-se constrangido, assim como muitos convidados que presenciaram as cenas... e o pior: vieram falar para mim, lamentando e perguntando quem era a pessoa. E pra completar, eu soube que meu cunhado chegou a falar com eles....
Sei que, diante da situaçaozinha, eu me permiti curtir a festa e adotei uma "visao seletiva", afinal era nosso dia, e a açao totalmente fora do contexto (ao menos para adri e eu, para varios padrinhos e madrinhas, para os cunhados, para tios e tias e colegas da faculdade e... um monte de outros) nao era nossa culpa.

Relevei novamente, mesmo tento que deletar fotos do casamento em que a imagem do fundo era a cena em questao... só que ja me sentia com uma cicatriz, ou melhor uma ferida funda e aberta...

Depois disso, consequentemente, teve uma serie de caos... até tentei conversar, tentei evitar que a pessoa se afastasse do círculo de amizades.. tentei e tentei.. e a ultima sms que recebi, caiu a casa:
Segundo a mensagem, a única coisa que fazia com que a pessoa falasse comigo era por questao de trabalho; Essa resposta eu tive por avisar que eu nao poderia fazer mais a atividade em conjunto, fosse com quem fosse, por questoes pessoas minhas...

Transcrevo aki a sms:

"Obrigada Mariana, vc me fez um favor. Agora eu não tenho mais nenhum motivo pra continuar falando com vc..."

(e o casamento?... e a amizade?? e as confidencias???)

Pois é... NENHUM MOTIVO.

Claro que sou um ser absolutamente cheia de imperfeicoes, e devo ter cometido erros com essa pessoa, pelo menos imagino que errei em alguma coisa (nao sei o q), sempre temos nossa parcela de culpa...
Conversei com muitas pessoas sobre a situaçao, algumas falaram simplesmente para esquecer da pessoa...outras falaram para "meter a boca" e "soltar o verbo".
Eu mesma pensei em mil coisas.... mas chegava a seguinte questao: e vale a pena??
Percebi o quanto essa situaçao tinha me ferido quando uma amiga do coracao me disse algo assim: - Nossa Mariana vc realmente esta cheia de magoas... (isso pq eu comentava, mais uma vez sobre o assunto).
De fato, mesmo eu falando que nao me importava mais, eu estava e estou magoada...
Agora tenho a Consciencia disso, só dessa vez nao vou relevar, entender aceitar ou qqr coisa assim...
Vou simplesmente deixar como está...

Sobre o fato de sido nossa Madrinha:  ela já esqueceu... e eu também. Afinal das contas: Nao temos mais nenhum motivo para conversarmos.

 Ufa.. foi isso, e que jogue a pedra quem nunca se enganou com pessoas e quem nunca errou.... 



Um comentário:

Thamy disse...

Flor, não imagino o que aconteceu, mas imagino como deve estar se sentindo.
Eu sou exatamente como vc, tento entender, relevar, esquecer. Mas também somos humanos e também temos o direito de sentir mágoa e decepção.

Deixe como está, porque se a pessoa te falou isso, é porque não merece estar em sua vida.

Fiz um espacinho novo. Se puder, dá um pulinho por lá!

Beijos!